Home > prevenção

imprimir esta página

prevenção

O que é uma boa higiene bucal?

saiba mais
fechar

O que é uma boa higiene bucal?

O que é uma boa higiene bucal?

Hálito puro e sorriso saudável são o resultado de uma boa higiene bucal. Isso significa que, com uma higiene bucal adequada:

- Seus dentes ficam limpos e livres de resíduos alimentares;
- A gengiva não sangra nem dói durante a escovação e o uso do fio dental;
- O mau hálito deixa de ser um problema permanente.

Consulte o seu dentista caso as suas gengivas doam ou sangrem quando você escova os dentes ou usa fio dental, e principalmente se estiver experimentando um problema de mau hálito. Essas manifestações podem ser a indicação da existência de um problema mais grave. Seu dentista pode ensiná-lo a usar técnicas corretas de higiene bucal e indicar as áreas que exigem atenção extra durante a escovação e o uso do fio dental.

Como garantir uma boa higiene bucal?

Uma boa higiene bucal é uma das medidas mais importantes que você pode adotar para manter de seus dentes e gengivas em ordem. Dentes saudáveis não só contribuem para que você tenha uma boa aparência, mas são também importantes para que você possa falar bem e mastigar corretamente os alimentos. Manter uma boca saudável é importante para o bem-estar geral das pessoas. Os cuidados diários preventivos, tais como uma boa escovação e o uso correto do fio dental, ajudam a evitar que os problemas dentários se tornem mais graves. Devemos ter em mente que a prevenção é a maneira mais econômica, menos dolorida e menos preocupante de se cuidar da saúde bucal e que ao se fazer prevenção estamos evitando o tratamento de problemas que se tornariam graves. Existem algumas medidas muito simples que cada um de nós pode tomar para diminuir significativamente o risco do desenvolvimento de cáries, gengivite e outros problemas bucais.

- Escovar bem os dentes e usar o fio dental diariamente.
- Ingerir alimentos balanceados e evitar comer entre as principais refeições.
- Usar produtos de higiene bucal, inclusive creme dental, que contenham flúor.
- Usar enxagüante bucal com flúor, se seu dentista recomendar.
- Garantir que as crianças abaixo de 12 anos tomem água potável fluoretada ou suplementos de flúor, se habitarem regiões onde não haja flúor na água.
Fonte: Site Colgate

Tenha uma Alimentação Saudável

saiba mais
fechar

Tenha uma Alimentação Saudável

- Faça no mínimo 3 refeições diárias em horários fixos; se necessário, nos intervalos, coma uma fruta ou tome um suco ou um iogurte;
- Coma devagar e mastigue bens os alimentos; isso favorece a digestão;
- Só a proteína animal é capaz de fornecer ao corpo todos os aminoácidos que o organismo não consegue produzir; as carnes são as melhores fontes de vitamina B12 e Ferro. Prefira as carnes magras (frango e peixe são boas opções);
- Prefira as verduras que possam ser consumidas cruas.
- Coma diariamente vegetais de folhas escuras (couve, mostarda, agrião, espinafre etc.) e vegetais de cor amarelo-alaranjados (cenoura, abóbora, beterraba). Esses são fontes importantes de Vitamina A entre outros micronutrientes.
- Coma frutas com a casca (aquelas que sejam possíveis);
- Consuma ao menos uma fruta cítrica por dia (laranja, abacaxi, tangerina, caju etc.). Elas são fontes de Vitamina C, que além de ajudar o organismo a se tornar mais resistente a infecções, aumenta a absorção do Ferro vindo da proteína animal da dieta (carne), ajudando na prevenção de Anemia Ferropriva.
- Consuma fibras, pois além de facilitar o trânsito dos alimentos no intestino, trazem entre outros benefícios a diminuição da absorção do colesterol;
- Massas e pães são fontes energéticas importantes, mas não abuse nas quantidades; lembre-se: comer um pouco de tudo e de tudo um pouco. Prefira os pães integrais, pois são nutritivos e também ricos em fibras e vitaminas do complexo B, que mantêm os níveis de energia no organismo e deixam os olhos brilhantes e a pele macia.
- Evite o consumo de frituras e durante as preparações alimentares, prefira os óleos ricos em gordura poliinsaturada (ex.: óleo de canola, girassol e milho). Usar azeite de oliva na salada é recomendável, pois é rico em gordura monoinsaturada; esses óleos ajudam na prevenção de doenças cardiovasculares.
- Beba muita água durante o dia, no mínimo 8 copos. Pode abusar dos chás de ervas; esses podem ser consumidos sem açúcar ou com adoçantes (edulcorantes) hipocalóricos.
- Prepare todos os alimentos com bastante higiene. Frutas e verduras devem ser bem levadas.
- Por fim, prepare todos os alimentos com muito carinho, dando sempre um toque especial no visual, o que torna os pratos mais apetitosos. Um prato gostoso e agradável de se apreciar aumenta a produção de sucos digestivos que facilitam a digestão.
Fonte: Ana Maria G. S. Simões

Previna-se de doenças como Hipertensão e Obesidade

saiba mais
fechar

Previna-se de doenças como Hipertensão e Obesidade

Para atingir o mínimo de atividade física semanal:

- Pratique atividades esportivas como andar, correr, pedalar, nadar, fazer ginástica, exercícios com pesos ou jogar bola.
- Faça exercícios físicos de intensidade moderada durante 40 a 60 minutos de 3 a 5 vezes por semana.

Mudando os hábitos - queime calorias reagindo aos confortos da vida moderna:

- Suba 2 ou 3 andares de escada ao chegar em casa ou no trabalho.
- Dispense o interfone e o controle remoto.
- Estacione o automóvel intencionalmente num local mais distante.
- Dispense a escada rolante no shopping-center.
- Dispense o carro para ir à padaria ou à banca de jornal.
- Pratique atividades físicas por um período mínimo de 30 minutos diariamente, contínuos ou acumulados.

Pratique exercícios com segurança e efetividade:

- Use roupas adequadas. Evite agasalhos que provoquem aumento excessivo da sudorese pois provocam desconforto e desidratação e não tem nenhum efeito positivo sobre a perda de peso.
- Hidrate-se adequadamente: Ingira líquidos antes, durante e depois de exercícios.
- Sinta bem-estar: Escolha a modalidade e sobretudo a intensidade de exercício que traga prazer e boa tolerância.
- Consulte seu médico: Qualquer dúvida ou desconforto procure orientaçãoprofissional.
Fonte: Dr. Turíbio Leite Barros Neto

Evite as dores nas costas: Orientações Posturais

saiba mais
fechar

Evite as dores nas costas: Orientações Posturais

As orientações posturais são formas corretas de realizar atividades e são importantes para todas as pessoas, principalmente para as que sentem dor nas costas. Se realizadas corretamente podem ser importantes formas de prevenção.

Trabalhando sentado:

- Verifique se há recurso de ajuste de cadeira (encosto, base, altura);
- A mesa deve ficar na altura do cotovelo, não devendo ser muito baixa a ponto de curvar o corpo nem muito alta para que não levante muito os ombros;
- Não sente torto, procure se alinhar com o eixo da cadeira.
- Disponha os materiais que for utilizar na sua frente; evite torcer (rodar) o tronco ou virar muito o pescoço.
- Traga as tarefas para perto do corpo;
- Procure respeitar rigorosamente uma pausa (intervalo) a cada hora de trabalho, de preferência fazendo alguns alongamentos e relaxamentos da região mais tensa.
- Encoste bem na cadeira e leve-a junto da mesa para trabalhar.

Na cama:

- Ao se deitar e levantar da cama: deite de lado, apóie sobre o cotovelo e a mão, coloque as pernas para fora da cama e sente-se;
- Durma de lado ou de barriga para cima;
- Não durma de bruços.

Carregando peso:

- Para levantar cargas pesadas do chão: separe as pernas, dobre os joelhos, segure o objeto o mais perto possível do corpo e depois levante;
- Antes de pegar um objeto pesado, respire fundo e prenda a respiração;
- Divida o peso em ambos os lados do corpo, isto é, carregue um peso de cada lado do corpo (sacolas, malas);
- Ao carregar sacolas e malas, os braços devem estar esticados e bem perto do corpo;
- Para carregar uma criança pequena no colo, pegue-a com os dois braços, abrindo as perninhas e colocando-a sempre a cavalo;
- Não carregue peso na cabeça.

Atividades Físicas:

- Dedique um tempo durante a semana para a prática de exercícios físicos para não se tornar um sedentário;
- O melhor tipo de exercício é aquele praticado dentro da água: natação ou hidroginástica;
- Procure orientação médica sobre qual atividade praticar.
- Dê preferência a alguma atividade física que goste.
Fonte: Prof. Dr. Jamil Natour

Índice de Navegação

Compartilhe: